Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • A classe e um professor repórter


    17/12/2014 às 12:26h
    Recomendar

    A turma era animada e composta por pessoas de humildade singular. Todos tinham um sonho comum: aprender mais para alcançar novas posições no mercado formal de trabalho. A expressão facial de cada um deles mostrava o quanto estavam ávidos para transformar conceitos abstratos do curso oferecido pelo SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – unidade no bairro Brasília, em atitudes concretas e inovadoras na função de Auxiliar de Crédito e Cobrança no mercado de trabalho da Cidade Princesa, Feira de Santana, a maior do interior baiano.


    A aula era de Comunicação Oral e Escrita ministrada por um garoto professor e jornalista. Na verdade, ele nada ministrava. O que vivíamos na sala de aula era uma experiência fantástica de troca de saberes. Aprendíamos uns com os outros de tal forma que as horas se passavam e ninguém percebia. Não aprendíamos apenas a conjugar os tempos e modos verbais, nossa missão ali era aprender a conjugar a própria existência; era aprender que apesar do pretérito imperfeito, é sempre tempo de darmos uma nova sintaxe na vida.


    Sob a coordenação de Nayara, supervisão de Alexsandra Santos e regência de Danilo Guerra, a única voz ativa que lá existia era do próprio conhecimento que construíamos juntos tendo como pano de fundo as nossas experiências cotidianas adquiridas no ciclo familiar, na roda de amigos ou em outros núcleos sociais que fazíamos parte. E nós, emissores-receptores, utilizávamos os mais variados canais para construir os nossos ecossistemas comunicativos oportunizando a cada um dos mais de 20 integrantes da turma (embora nem todos presentes o tempo todo), a elaboração de saberes que resinificassem nossas ações.


    Espero um dia reencontrar todos vocês na posição profissional que cada um escolheu para construir a si mesmo e ajudar seu semelhante. Sejam felizes em todo o tempo e que seus sonhos sejam realizados de forma plena. Foi uma experiência maravilhosa contribuir no processo de formação e capacitação profissional destes estudantes. De mim talvez vocês não se lembrem mais, mas jamais esqueçam das lições apresentadas durante o curso. Elas, sim, ficam para sempre.
     



    Comentários


    17/12/2014 as 14h53m
    marisete escreveu:
    Jamais esqueceremos pessoas como o senhor,principalmente os professores deste curso maravilhoso,obrigada por fazer parte desse aperndizado.
    17/12/2014 as 23h31m
    silvaneide escreveu:
    Parabens professor pela matéria . Foi muito bom esse curso apendemos e adquirimos muito conhecimento , e fizemos muitas amizades .
    02/01/2015 as 19h45m
    RONNY ARAUJO escreveu:
    UMA DESSAS PESSOAS PARA MIM É MAIS QUE ESPECIAL, POSSO COMPROVAR A SINGULARIDADE DESTA MENINA DE PELE BRANQUINHA MAS QUE POSSUI UM GRANDE CORAÇÃO "DAVIANE", SEMPRE VOU TE ADMIRAR... ...
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia