Em cima da hora:
População detém suspeito de roubar menor no Centro de São Carlos, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • “Fizeram um estudo canibalesco sobre IPTU, mas não fizeram nenhum para a educação”


    03/04/2014 às 11:09h
    Recomendar

    Imbuídos do pensamento libertário disseminado por dois vanguardistas da educação durante a Ditadura Militar no Brasil, Paulo Freire e Darcy Ribeiro, que mesmo perseguidos não se furtaram à luta pela qualidade da educação na escola pública brasileira, docentes da educação básica de Feira de Santana lotaram a galeria da Câmara Municipal de Vereadores da cidade na última quarta-feira (02) para protestarem contra a forma, segundo eles, “arbitrária e ditatorial” com que o Governo vem tratando as questões educacionais no município.
    Era unânime na galeria da Casa da Cidadania, a insatisfação com a forma a que os professores são submetidos a dar aulas no município. Eles diziam uns aos outros não suportar mais o “sucateamento de escolas públicas, sobretudo aquelas instaladas nos bairros periféricos e na zona rural, a falta de condições favoráveis a construção do conhecimento por parte dos alunos e a sobrecarga do trabalho docente.
    A fala dos professores na galeria ganhava força na voz do líder sindical, que indignado e quase sem voz, usou a tribuna livre da Câmara para criticar políticas desenvolvidas pelo governo sobretudo a distribuição gratuita do kit escolar e outras demandas:  “Distribuíram um caderno que quando o estudante pega se desfaz. As escolas não têm bebedouros e os professores continuam com carga horária excessiva sem a redução de 1/3 garantidos por lei”.
    Valendo-se da insatisfação popular causada pelo aumento do IPTU, o sindicalista voltou a alfinetar o executivo: “Fizeram um estudo canibalesco para o IPTU, mas não fizeram para a educação”, disse Germano, que também criticou a passividade do parlamento feirense. “Vereadores se possível rompam com Ronaldo e fiquem do lado do povo. Foram eles que elegeram vocês e eles saberão retribuir. Vocês não podem ficar temerosos. Foi o povo que colocou vocês aqui”.
    Hoje, eles estão reunidos para apresentar a categoria o resultado da audiência com o prefeito José Ronaldo realizado na tarde de ontem no Paço Municipal no finalizinho da tarde. Até o momento em que posto esta matéria, não havia informações sobre os encaminhamentos do estado de greve em que se encontram os professores da rede municipal.



    Comentários


    03/04/2014 as 14h54m
    EDNA MARIA TRINDADE NILO escreveu:
    PERCORRI SEU BLOG, ACHEI PERFEITO! PARABÉNS DANILO ! SEMPRE LHE ACHEI MUITO INTELIGENTE.
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia