Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Vanderlino Evangelista: De matador-justiceiro a pregador da Paz e da Esperança

    Reportagem Especial


    18/10/2012 às 01:36h
    Recomendar

    O velho homem era governado pelo diabo. Hoje, minha vida é conduzida por Jesus 

    Por Danilo Guerra

    Ele nasceu no ano bissexto de 1968 e ainda na infância foi desenganado pela medicina. Sua avó e sua mãe eram adeptas do candomblé; seu avô, pistoleiro no sul da Bahia. Para uns ficou conhecido como "Chacau". Outros o identificavam como "o justiceiro" e ainda outros o chamavam de "espírito da morte".
    No entanto, seu verdadeiro nome é Vanderlino Oliveira Evangelista, um homem cujo destino estava subjugado  às atrocidades, assassinatos, promiscuidade e à prostituição. Mas o ciclo da mortandade foi quebrado pela poderosa graça de Deus que o alcançou e o transportou de um mundo tenebroso para um outro cheio de luz.
    Em meados da década de 1990, ele era considerado o matador mais temido de Feira de Santana, sobretudo nos bairros George Américo e Campo Limpo, região central norte da cidade onde morava. Sobre ele pesou diversas acusações de incontáveis assassinatos.
    Policial severo e casca grossa no enfrentamento à criminalidade, Chacal, apelido adquirido dentro da corporação militar, fechava o cerco contra os malandros e criminosos que tentavam atormentar a vida dos moradores da sua área. Nessa região de sujeitos silenciados por conta da retaliação e da violência, o discurso era uníssono: "vacilou, morreu. O justiceiro está por e ele não brinca em serviço".
    "O velho homem", como identificava-se Vanderlino, foi incorporado à Polícia Militar da Bahia, por intermédio de concurso público, em 20 de maio de 1991. Em dezembro do mesmo ano, formou-se e foi exercer as atividades em Salvador. Um ano depois, volta para Feira de Santana e em 1993 começa a servi no Pelotão de Choque


    Vanderlino no início da decada de 1990 exibindo arma

    Entre o ódio de uns e admiração de outros, seguia o "justiceiro" com o mesmo sentimento de Lúcifer, personagem bíblico que, segundo escreveu o profeta Ezequiel no capítulo 37 versículo 5, desejou subir às alturas e construir um altar acima do altar de Deus. O "velho homem" não apenas queria, mas forjava suas próprias leis e fazia justiça com as próprias mãos. "Eu queria ser mais do que Deus. Queria ser o rei da justiça", lembrou o antigo justiceiro e completou: "Queria prender todos os bandidos e maltratá-los. Tinha um espírito muito perverso. O inimigo das nossas almas queria que agisse dessa forma e eu na minha ignorância, assim procedia".
    Como, segundo a Bíblia, ninguém jamais deverá se igualar a Deus, tanto no relato do profeta da antiguidade quanto na vida real e contemporânea, Lúcifer e Chacal tiveram praticamente o mesmo destino nesse caso em particular.
    O primeiro fora expulso do céu, mesmo tendo destacada atuação por . O segundo, aqui na terra, em 1º de dezembro de 1997, seis anos depois do seu ingresso, fora expulso da corporação militar, afinal cinco preventivas foram decretadas contra ele.
    Excluído da Polícia Militar e, consequentemente, sem dinheiro para se sustentar, o mesmo Chacal que odiava traficantes e a bandidagem passou a protegê-los. "Comecei a extorquir os traficantes para ganhar dinheiro. Em troca lhes daria proteção e os livrariam da polícia", conta

    Vanderlino durante o segundo julgamento em 2006, quando foi condenado a 16 anos de prisão

    No obstante, muito antes disso, o ex-policial havia se transformado em personagem muito maior e mais complexo do que o cidadão Vanderlino Oliveira Evangelista. Sua fama de matador e de integrante de grupo de extermínio se espalhou por toda a parte e em cada canto da cidade por onde passava todos o temia.
    A simples menção do seu nome em qualquer rincão de Feira de Santana era motivo de medo e apreensão. Onde o "Estado não chegava", Chacal agia sem piedade. A cada morte, o reconhecimento aumentava, mas para a corporação que o expulsou e para muitas pessoas da sociedade, "o justiceiro" não passava de um assassino cruel e impiedoso.
    "O velho homem não conhecia a misericórdia, não sabia a dor que uma mãe sentia quando via seu filho morto a tiros. Minhas ações eram movidas por um sentimento: tirar vidas pelo simples prazer de matar", mas faz uma ressalva, " matava traficante e gente errada. Queria eliminar a bandidagem por completo de Feira de Santana".
    Um ano antes de ser expulso, 1996, Chacal foi preso pela primeira vez e conduzido ao 10º Batalhão em Camaçari, mas conseguiu fugir. Em dezembro daquele mesmo ano, ele conta que voluntariamente se apresentou ao 11º Batalhão, em Itaberaba, onde ficou recluso por 10 meses. "Depois disso, fugi pela segunda vez e em 1º de dezembro/97 foi decretado meu desligamento oficial da PM", conta arrependido.

    'Morre' Chacal, renasce Vanderlino

    Depois de passar oito anos foragido, o ex-policial é recapturado no bairro Cidade Nova em 06 de junho de 2004, pelo COE, Centro de Operações Especiais da Polícia Civil, e volta para cadeia, desta vez, Polinter em Salvador. A notícia foi manchete em todos os jornais da época. O "justiceiro" sabia que era chegada a hora de se render. Ele não tinha outra saída a não ser se prostrar e aceitar sua condição de simples mortal. "O Chacal estava sendo definitivamente eliminado. Nada mais poderia fazer".

    No entanto, o que ele não sabia era que o fim de Chacal marcava o renascimento de Vanderlino Oliveira Evangelista, o homem que mais tarde se tornaria um comunicador da paz e um semeador da esperança viva. "Eu agradeço muito a Deus e à polícia por terem eliminado o Chacal. Minha prisão simbolizou minha transformação de vida. Na Polinter, Deus começou a abrir os meus olhos para enxergar o que antes não via", avalia Vanderlino, hoje, convertido à protestante.

    Ele conta que dezenas de policiais, todos muito bem armados, participaram da operação que o prendeu. "Fiquei sabendo que a ordem não era para mim prender, mas para invadir minha casa pela madrugada e tirar a minha vida, mas Deus não permitiu que se procedesse dessa forma", então daquele dia em diante, Vanderlino nunca mais seria o mesmo. Deus começara a responder as súplicas da sua esposa, Vânia Soares Evangelista, que, mais de 8 anos, orava e clamava por uma solução. Jamais abriu mão do seu casamento.

    Esposa, policial militar, amigo e pastor testemunham a transformação de vida de Vanderlino

    Um mês e quinze dias depois da sua terceira prisão, 15 de julho, o temido ex-policial recebe a visita dela, e de seu pai que o presenteiam com uma Bíblia Sagrada, o livro que, mais tarde, tornaria seu companheiro de cela e mudaria definitiva e radicalmente a sua vida.

    Enquanto lia, mesmo que de maneira superficial, profundas mudanças foram acontecendo no interior do Vanderlino e ele começa a encontrar nos Escritos Sagrados respostas para muitos problemas que o atormentavam. "Era um desejo incontrolável conhecer as verdades contidas na Bíblia Sagrada. Tinha vezes que começava lê-la no finalizinho da tarde e enveredava pela madrugada e o próprio Espírito Santo me mostrava o quanto eu precisava me arrepender e mudar de vida quando estava sozinho na cadeia", confessou.

    Cada vez que abria a Bíblia, verdade que liberta o homem de toda e qualquer prisão, Deus começava a revelar-Se para Vanderlino de uma forma muito especial. "Assim como o apóstolo Paulo a caminho de Damasco, eu também ouvi literalmente a voz de Deus falando comigo e temi".

    A partir daí, Vanderlino optou racionalmente por seguir a Cristo, abandonou os prazeres ímpios e imorais cultivados pelo "velho homem" e, mesmo diante da maior tragédia de sua vida, o assassinato de , seu irmão mais novo, ele não titubeou, pelo contrário, seguiu com sua carreira cristã como embaixador do Evangelho por todas as penitenciarias por onde passou. foi alvejado numa manhã dominical com mais de 10 tiros e o homem que nunca sentiu a dor da perda chorou demasiadamente. "Quando soube da notícia, entendi a mensagem do Espírito Santo em Romanos 12:19 'Não vos vingueis a vós mesmos, amados, diz o Senhor. Então, comecei a louvar ao Senhor dizendo a Deus que não queria ser voltar a ser o homem velho mesmo diante da morte do irmão que mais amava".

    Vanderlino nutria a certeza de que recebera um vislumbre da glória do céu e, mesmo sem ainda ter muita noção do que é ser cristão, profetizou que sua vida seria inteiramente guiada pela graça de Deus. (Confirma linha do tempo da vida de Vanderlino no infográfico nesta página)

    Ao final do seu DVD testemunhal, Vanderlino faz um pedido de perdão à sociedade feirense: "Em o nome de Jesus, eu servo do Deus vivo, peço perdão a todos que o velho homem machucou direta ou indiretamente. Por favor me perdoem em o nome de Jesus".



    Comentários


    20/10/2012 as 09h54m
    Erivelton escreveu:
    o exemplo e a forma que ele encontra de ajudar as pessoas que o procura e surpriendente, pois sabe medir palavras e dar bons conselhos e um cristao de verdade isso eu posso afirma
    20/10/2012 as 19h59m
    Pr. Linconl escreveu:
    Realmente essa é uma das maiores provas de que a Palavra de Deus é o melhor instrumento de ajuda para trazer a sociedade aqueles que um dia era devedores a ela.
    24/10/2012 as 13h09m
    Wigo escreveu:
    Se o Filho ( Jesus) vos libertar verdadeiramente sereis livre! E isso é que contemplamos com essa surpreendente história,por mais terrível e miserável que seja o homem,existe uma esperança,a crença e a entrega ao evangelho do Cristo ressurreto.
    27/08/2013 as 23h13m
    RiCARDO COELHO escreveu:
    morava em Feira, quando esse homem prestava um serviço de limpeza e contribuia realmente para a sociedade, agora só é outro crente arrependido. Que pena.
    04/11/2013 as 00h49m
    Thainã escreveu:
    Graças a Deeus hoojee ele eh um novo homem, um exemplo pra toda a humanidade. Isso e apenas uma prova de que para Deus nada e impossível e que ele jamais abandona os seus.
    04/11/2013 as 12h09m
    Marlon Clei escreveu:
    Esse sim, é um homem de Deus, um cristão de verdade. Grande ancião e amigo. Que Deus te cubra sempre, Vando.
    04/11/2013 as 17h07m
    Neto escreveu:
    Alcancei o Fim do Velho homem e acompanhei através dos jornais e da radio; Tive o privilégio de assistir o testemunho e acompanhar mesmo q distante esta nova fase este homem q hoje é Remido e Lavado pelo Sangue do Cordeiro ele é nova criatura em CRISTO JESUS, realmente nada é impossível para DEUS, A palavra relata que quando confessar de coração os pecados diante dos homens e deixar de prática seras perdoado!!Hoje Prega a Palavra da Vida ganha Vidas para honra e Glórias do Sr JESUS. continue Firme ABRç
    01/12/2013 as 18h31m
    Wagner N veneza escreveu:
    Sua historia é impressionante,nos faz acreditar na palavra de Deus,"vim buscar e salvar o que havia perdido"tem chaces pra todo,a porta da graça ainda está aberta.é só você aceitar.
    18/12/2013 as 22h42m
    marquinhosdelmondes. escreveu:
    existe uma grande diferença entre aqueles que chegam e dizem:estou aqui para ajudar e aqueles que dizem:estou aqui porque o senhor me enviou.o compromisso de deus é com aqueles que ele chamou e comissionou .sendo assim devemos nos quebrantar e orar, nos dispondo nas mãos de deus até que haja convicção de que fomos realmente separados para a obra dele.foi o que aconteceu com vanderlino,que deus te abençoe sempre e continue firme fazendo a obra de deus, de marcos com muito carinho,jesus na veia.
    25/12/2013 as 17h07m
    vaimir cabecao escreveu:
    oi vando gostei de ver vc ficou firme com jesus e ele nao te abandonol e nao vai te deixar na mao! lembrome quando nos assitiamos la dentro da decarga rr soares alguns penssavam que vc estava aceitando porque estava la dentro e quando saise tudo mudaria mas vejo que todos estavam errados gracas a deus que deus ilumine vc e toda sua familia e um feliz natal que deus te cubra de bencaos ,fica com deus ass : valmir ou cabecao como vc e os outros me chamavao la dentro .
    03/11/2014 as 16h31m
    SILVANO ROBERTO escreveu:
    BEM ESTAMOS DIANTE DE UM ASSUNTO DIFICIL. POR QUE JA NAO TEVE VONTADE DE AGIR COM AS PROPRIAS MAOS SABE POR QUE NOSSO CODIGO PENAL E ULTRAPASSADO PARA TEMPOS MODERNOS A TE QUANDO VAMOS ACHA QUE UMA PESSOA COM 16 ANOS E MENOR MENO DE QUE QUANDO A VIOLENCIA ACHAGA AOS BARROS NOBRES FILHOS DOS COLARINHOS BRANCOS COMECAREM A MORRER ASIM VOMOS MEXE NO CODIGO PENA TO CERTO OU ERRADO SOCIEDADE CONIVENTE.
    21/11/2015 as 23h23m
    Pereira escreveu:
    Mensagem forte e eficaz, ungido para testemunhar... Foi uma das mensagens mais verdadeiras e diretas, com propósito e específica. Testemunho e experiência para a igreja. Simões Filho, parou para ouvir o evangelista missionário.
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia